Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Amor, Sexo e Erotismo

Amor, Sexo e Erotismo

Isto não está a acontecer

05.03.20 | Inês

Não. Isto não está a acontecer. Pára. Pára de me adivinhar as palavras. Pára de me fazer sorrir. Pára! Eu só queria passar bons momentos contigo. Desculpa. Nada mais do que isso. Contigo e com tantas outras miudas que me mantinham distraído daquela que em tempos foi especial para mim. Agora estou perdido. Estou literalmente f*dido comigo. M*rda!Acho que gosto de ti miuda. Gosto e não te mereço. Desculpa. Será que ... podemos começar de novo? 

Não.Diverte-te e aproveita. Vou fazer o mesmo mas ao contrário de ti eu não vou usar ninguém. Podias ter-me avisado. Tinhamos brincado os dois. Também o sei fazer e tinha sido um jogo mais interessante. 

Virou-lhe as costas e bateu a porta. Dirigiu-se ao carro e debruçou-se sobre o volante que rapidamente ficou encharcado. As lágrimas caíam-lhe e todo o seu corpo tremia. Tinha um aperto no peito. Uma dor insuportável e uma agonia que não sabia explicar. Só queria sair dali. 

Ele permanceu imóvel no sofá enquanto as memórias lhe invadiam a mente. Aquela miuda era, afinal, especial. Mais do que havia imaginado. Recordou os momentos em que os seus corpos, unidos, se entregavam por completo. Brincavam com os lábios um do outro e sempre com um sorriso e um olhar , meio provocador, meio inocente. Ela adorava provocá-lo. Recordou as suas unhas a descer-lhe pelas costas e o que sentiu nesses momentos.  Fechou os olhos. Voltou a sentir tudo de novo. O corpo a tremer, o corpo quente e sedento daquela miuda que o deixava tão excitado, descontrolado, fora de si. Adorava olhar para ela enquanto ela o beijava no peito e ia percorrendo o seu corpo com a sua língua molhada.Ela, provocava-o. Sabia como o fazer. O seu olhar profundo revelavam tudo o que ela estava a sentir. O seu olhar despia-o. Ele mordia os lábios e passava as suas mãos por cima da blusa branca e ele lentamente tentava abri-la mas como sempre arrancava sempre um botão. Os dois conseguiam rir da situação juntos e isso só aumentava ainda mais a vontade que tinham de se fundirem um no outro. Já despidos, agarrou nela e deitou-a sobre a cama. Sussurando-lhe palavras ao ouvido e introduzindo o seu membro dentro dela, lentamente, olhava para ela e ficava ainda mais excitado quando a via abrir a boca e ela deixava cair alguma saliva que se misturava com a sua pele. Cravava as unhas nas suas costas, mordia-o no pescoço e assim tatuava o seu corpo. Os movimentos que ele fazia dentro dela, para a frente e para trás intensificavam-se e ela não continha os espasmos que sentia...eram ondas de prazer que lhe percorriam todo o corpo. Uma explosão de prazer invadia-lhe o corpo e atingiu o seu ponto mais alto fazendo-a gemer de prazer. Ele, sentindo todo esse prazer e ouvindo os seus gemidos, ejacula dentro dela e com o corpo a tremer olha para ela e abraça-a dizendo que a ama...

Abre os olhos, e excitado percebe que não passam de lembranças.. lembranças que jamais irá esquecer. Pega no tlm, envia-lhe uma mensagem : "só queria dizer que gosto muito de ti...preciso de estar contigo."

SEX_iStock_000047766484_Medium.jpg

 

 

 

 

 

 

41 comentários

Comentar post